Lideres saudáveis já compreenderam que é necessário mais do que um templo para o desenvolvimento sadio de uma comunidade cristã. A celebração no templo é apenas uma das partes que compõem esta comunidade. Esses líderes já entenderam que precisamos de células ou grupos pequenos que desenvolvam e vivam de forma prática os cinco propósitos de Deus para suas vidas.

A vida da igreja em célula tem transformado nossa realidade dia-a-dia, entretanto, temos percebido que ao longo dos meses, as células por vezes perdem o foco, ficam sem direcionamento, e alguns líderes ficam desmotivados. Em conseqüência sofremos com a perda da eficiência e eficácia da célula. Descobrimos que a causa principal da desmotivação é a falta de foco. Ter um foco, um alvo, uma bússola para marcar a direção, dar um rumo, o norte; é essencial para a contínua motivação das células.

Assim sendo, estamos usando a metáfora das estações do ano de uma forma adaptada, as quais denominamos de “fases”, uma vez que em nosso Estado (Roraima) dificilmente podemos distinguir as estações do ano. Sendo assim vamos vivenciar em nossas células “As 4 fases”, como se fossem as quatro Estações.

Para facilitar a memorização de cada fase estamos utilizando 4A’s na identificação de cada uma delas que são: Amar, Alcançar,Alimentar e Alistar. Cada uma dessas fases tem a duração de um trimestre enfatizando um propósito específico e desenvolvendo ações estratégicas para o crescimento e desenvolvimento saudável da célula.

4A

O Pr. Paulo Mazoni (IBCBH) afirma: “A Bíblia diz que para tudo há uma ocasião certa, há um tempo certo para cada propósito debaixo do céu. O projeto Quatro Estações evoca as estações do ano e estabelece quatro trimestres com uma programação bem direcionada e equilibrada. Graças a esta estratégia, conseguimos orientar toda a nossa agenda em função das diferentes fases pelas quais deve passar uma célula sadia. Desde então, percebemos uma igreja mais focada, dando prioridade às atividades que fortalecem as células, com alvos mais claros para cada período e com um maior engajamento de todos. Agora podemos dizer que a vida da célula é a vida da igreja.”

Estamos certos de que “As 4 Fases” serão abençoadoras para nossas células, focalizando e direcionando cada etapa. Vamos entender melhor como vivenciar cada uma dessas fases:

Os 4A’s das Células

AMAR – Nessa fase, vamos preparar o “solo” da melhor forma e com toda intensidade e amor. Vamos regar cada coração com oração, pois este precisará estar pronto para receber a semente que é a Palavra de Deus. O desafio é transformar os diversos tipos de solo em solo bom, em que a Palavra cresça e frutifique. Nessa fase devemos também experimentar novas amizades, celebrar e festejar pois estaremos saindo da multiplicação e a nova célula precisa comemorar a vitória e preparar-se para o desafio da próxima fase “ALCANÇAR”.

Metas:

  • Formar o “Quadro de bênçãos” (Cada membro deve indicar de 3 à 5 nomes);
  • Orar pelos desafios de lançar a semente;
  • Formar vínculos de amizades com novas as pessoas alvo;
  • Realizar encontros especiais de oração;
  • Formar “Pais Espirituais” para utilizálos na próxima fase; e
  • Fixar alvos a serem alcançados na próxima fase.

 

ALCANÇAR – Nessa fase, o solo está pronto para receber a semente, é portanto, hora de lançar a semente e cuidar para que ela germine. Este é um período de muitas visitas e convites, é tempo de “campanhas de alcance” como distribuição de folhetos e convites especiais, programas especiais nas células com fim de alcançar novos membros. Como vimos a palavra chave dessa fase é alcançar (evangelismo) três meses de inclusão de novos amigos na célula. A chave para essa fase é o líder-pastor da célula, que vai manter um ambiente saudável nesse processo de germinação, fazendo o que for necessário para que essa semente nasça e o faça com vigor. Uma semente, mesmo que boa, não germinará em solo ruim, tampouco crescerá em um ambiente enfermo.

Metas:

  • Desenvolver programas de alcance na célula. (distribuição de folhetos, mensagens via emails, facebook , convites, cartões, etc);
  • Promover reuniões sociais com o fim de alcançar;
  • Promover visitas;
  • Convidar, convidar, convidar;
  • Cuidar um do outro, orando e intercedendo;
  • Assumir a paternidade espiritual; e
  • Continuar orando pelos não alcançados.

 

ALIMENTAR – O trabalho nesta fase será enorme para que as pessoas cresçam de forma decisiva e saudável. No processo de crescimento, é necessário que a “planta” se mantenha saudável. Lembre-se que pestes e pragas estarão presentes nessa fase, ameaçando o trabalho realizado e os resultados esperados, mas uma árvore saudável as suportará, superará e dará frutos saudáveis. É nesta fase que consolidaremos as pessoas alcançadas, este é o período do discipulado, de focar em nosso trilho de crescimento.

Metas:

  • Colocar todos os membros no discipulado;
  • Desenvolver novos líderes;
  • Promover dinânicas que despertem ou apontem dons;
  • Formar líderes auxiliares;
  • Estimular a paternidade espiritual;
  • Participar do Vida Vitoriosa; e
  • Batizar.

 

ALISTAR – Depois que uma árvore cresce, ela dá frutos. Os frutos são a conclusão de todas as fases anteriores. É a evidência comprovada da maturidade de uma espécie. Todos apreciam uma árvore carregada de frutos, é muito bonito de se ver! Devemos lembrar que essa fase é tão importante quanto qualquer outra, e como as demais, depende de todas as outras fases. Portanto esta é a fase de colocar em pratica nossos dons e talentos, conectarmos em nossos ministérios e fazer nossa parte.

Nessa fase também teremos a multiplicação das células, uma vez que seus membros estão prontos para servir e preparados para alcançar outros, prontos para assumirem a paternidade espiritual.

Metas:

  • Envolvimento nos ministérios;
  • Pratica do discipulado;
  • Prática do Quarto de Escuta;
  • Pratica da Leitura Bíblica;
  • Escola de Líderes; e
  • Encontros gradativos de multiplicação.

Para alcançar os frutos, é preciso arar a terra, plantar a semente, cuidar da planta, combater e retirar as pragas, fazer as devidas podas etc… é fundamental passar por todas as fases do ciclo natural de desenvolvimento. Isto leva tempo e exige paciência e perseverança.

Poder ver as pessoas novas na fé, dadas por Deus, chegarem a fase de frutificação é algo maravilhoso, mas é preciso amá-las, alcança-las com o precioso evangelho da salvação, alimentá-las com a Palavra da verdade e Alista-las nas fileiras do exercito do Senhor. o mundo de hoje vive a era das construções instantâneas, do resultado imediato, da refeição pronta e rápida, mas isso não se aplica e nem funciona na igreja de Jesus. Assim como ninguém consegue um corpo definido e uma vida saudável apenas com comida rápida e industrializada, nenhuma igreja edificará cristãos fortes e maduros apenas com celebrações dominicais. Precisamos de células saudáveis e férteis, onde a membresia aprenda a viver unida em células, vivenciando a unidade, a mutualidade e a diversidade do corpo de Cristo em amor. Sem esquecer de que para isso, há um processo natural, uma caminhada intencional que exige cuidado, muito trabalho e tempo. Esse é o processo de Deus: Amar, Alcançar, alimentar e Alistar.

Que o Senhor nos abençoe e que esta estratégia venha de encontro as nossas reais necessidades. Amém.

Quer se conectar à uma Célula? Clique no botão abaixo:

Ministério de Integração Abrace